Seja Bem vindo!
Geral

Agricultores que ficaram sem auxílio emergencial sofrem com a seca no RS

24 de maio de 2020
Curta e Compatilhe

O presidente Jair Bolsonaro vetou o auxílio emergencial de R$ 600 para agricultores familiares que não estão no Cadastro Único no último dia 15. São os pequenos produtores que não recebem nenhum benefício social, como o Bolsa Família.

No Rio Grande do Sul, famílias que já sofrem com a seca sentem a falta dessa ajuda do governo.

Segundo a federação dos trabalhadores na agricultura do estado, quase 720 mil produtores locais poderiam receber o auxilio, se estivessem incluídos (no programa). O presidente do sindicato dos trabalhadores rurais da cidade lamenta o veto e diz que os movimentos trabalham agora para encontrar uma saída.

O Ministério da Cidadania, por meio de nota, disse que o governo liberou R$ 500 milhões para compras no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para socorrer os agricultores familiares.

Foto Divulgação

g1

Deixe uma resposta