Seja Bem vindo!
Geral

Assistência Social promove conscientização sobre prejuízos do trabalho infantil

12 de junho de 2019
Curta e Compatilhe

Orientação será realizada na Praça Leônidas Ribas na manhã desta quarta-feira

Doze de junho é o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. A data foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 2002, para conscientizar sociedade, trabalhadores, empregadores e governos do mundo todo contra o trabalho infantil.

Sete crianças são vítimas de acidente de trabalho a cada 24 horas no Brasil. Nesse curto espaço de tempo, cerca de sete crianças e adolescentes com idades entre cinco e 17 anos são vítimas de acidentes graves de trabalho no Brasil. Segundo o Ministério Público do Trabalho, criança que trabalha adoece e morre três vezes mais do que os adultos.

Em Santo Ângelo, a Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Cidadania estará promovendo uma ação sobre o tema. A coordenadora da secretaria, Valdeci Braga, a atividade será desenvolvida das 9 horas ao meio-dia na Praça Leônidas Ribas.
O secretário municipal de Assistência Social, Everaldo de Oliveira, destaca que estarão sendo distribuídos materiais de conscientização e orientação para a população, como panfletos e revistas em quadrinho. A ação conta com o apoio do Comitê Municipal de Erradicação do Trabalho infantil.

Everaldo lembra que é preciso se conscientizar que o trabalho infantil impede crianças de terem acesso à educação, saúde e lazer. “Trata-se de um prejuízo à infância, porque retira direitos fundamentais para crianças e adolescentes, comprometendo a formação física e psicológica”.

Na próxima semana, Valdeci Braga e a técnica em assistência social, Jussara Dewes, estarão palestrando sobre o tema para pais inscritos nas atividades dos CRAS (Centro de Referencia de Assistência Social). Valdeci ainda reforça que a Secretaria está à disposição de escolas que queiram promover palestras sobre o assunto.

Texto: Hogue Dorneles

Uma resposta para “Assistência Social promove conscientização sobre prejuízos do trabalho infantil”

  1. Jairo Augusto Kreuzberg disse:

    Me desculpa senhores mas com 17 já escolhe os governos do pais então não é mais criança.E trabalhar não mata. Tenho um conhecido que com 9 anos trabalhava no frigorífico e com 14 na fundição tem 70 anos e está muito bem aposentado e agradece todos os dias por ter começado trabalhar cedo..

Deixe uma resposta