Seja Bem vindo!
Saúde

Dia D aumenta percentual de imunizados contra a gripe

7 de maio de 2019
Curta e Compatilhe

Grupos de risco foram imunizados neste sábado, 4, e as puérperas estão mais próximas da meta, com 80,31%

Aconteceu neste sábado, dia 4, o Dia Nacional de Vacinação contra a Influenza A/H1N1, o Dia D. Em Santo Ângelo, a equipe técnica da Secretaria Municipal da Saúde se concentrou em seis unidades básicas de saúde do município e na Praça Leônidas Ribas para a imunização dos grupos considerados prioritários.
De acordo com o secretário da Saúde, Luis Carlos Cavalheiro, as doses estão chegando ao município de maneira gradativa, e estima-se o recebimento de 27 mil doses durante a campanha de vacinação em Santo Ângelo. “O Dia D contribuiu para aumentar o número de imunizados nos grupos de risco, uma oportunidade que alcançou um grande percentual de pessoas”, acrescentou Cavalheiro. Para o Rio Grande do Sul, foram enviadas pelo Ministério da Saúde, 4.136.500 doses que estão sendo distribuídas aos municípios.

O Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Imunizações, setor vinculado a Secretaria da Saúde, apresentou dados parciais da campanha no município. No grupo das crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (faixa etária ampliada), foram aplicadas 2.866 doses, uma cobertura de 54,45% da meta. No grupo das gestantes, 543 estão imunes (70,25%). Dos trabalhadores da saúde, foram vacinadas 1664 pessoas, alcançando 62,82% da meta. No grupo de risco de idosos, somou-se 6.109 doses aplicadas (57,22%). Já dos professores, foram imunizados 622 (50,65%). Foram vacinadas 102 puérperas (mulheres no período de 45 dias pós-parto), sendo alcançada a cobertura total de 80,31%. Segundo Cavalheiro, este é o grupo de risco mais próximo da meta estipulada pela campanha, que é de 90%.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe 2019 segue até o dia 31 de maio, com a meta de vacinar 90% do público-alvo. Os grupos prioritários são; crianças de 6 meses a 6 anos incompletos, grávidas em qualquer período gestacional, e puérperas (período de 45 dias pós-parto), os trabalhadores da saúde, povos indígenas, idosos (pessoas com mais de 60 anos), professores do educandário público e privado, doentes crônicos, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos, com medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional, membros das forças de segurança (policiais e militares) pessoas privadas de liberdade.

IDOSOS

Os idosos que não podem se locomover até um dos locais de vacinação, devem entrar em contato com a Secretaria Municipal da Saúde, pelo telefone 3313-2144, informando seu endereço completo, e assim uma equipe da Saúde de vacinação móvel, se desloca até a residência do acamado para aplicação da vacina.

Foto: Fernando Gomes

Deixe uma resposta