Seja Bem vindo!
Cultura

Governo Municipal abre debate sobre o Projeto Trem das Missões

7 de agosto de 2020
Curta e Compatilhe

Formato mais compacto, preços acessíveis e oferta regular de atrações são as novidades apresentadas em novo plano para uso da malha ferroviária

Um trabalho conjunto das secretarias municipais de Turismo, Esporte, Lazer e Juventude e da Cultura de Santo Ângelo, com a participação da Prefeitura de Catuípe e com apoio do Ministério Público Federa (MPF), ajusta o Projeto Trem das Missões em novo formato e mais compacto.

O projeto inicial é de passeios com distâncias reduzidas, novos roteiros, valores mais acessíveis, disponibilidade de horários aos domingos e feriados ou por agendamento, e mais opções de cultura, gastronomia, lazer e esporte nas estações ferroviárias, explorando os potenciais turísticos, históricos e culturais ao longo do percurso.

A ideia é investir na revitalização da Estação Ferroviária do Bairro São Pedro, com a oferta de um leque permanente de atrações artísticas e culturais, de onde partirão os trens para o passeio.

A apresentação as proposta que pretende implantar roteiros regulares de trem entre Santo Ângelo e Catuípe ocorreu na tarde desta quinta-feira, 06, no auditório do Centro Municipal de Cultura, com a presença dos prefeitos Jacques Barbosa (Santo Ângelo) e Joelson Baroni (Catuípe); do procurador da República Osmar Veronese; e dos secretários municipais Romaldo Melher (Turismo), Marco André München (Cultura) e Eliane Carpes (Educação); da secretária de Educação, Cultura, Turismo e Esportes de Catuípe, Silvia Rejane Sfalcin; e de Nadir Somavilla, representante da Associação das Entidades Tradicionalistas de Santo Ângelo (ASSETRASA).

PROJETO

De acordo com o secretário de Turismo, o projeto está embasado e uma elaboração da URI em 2009, agregada à experiência dos trens comemorativos que circularam em Santo Ângelo no ano passado, uma iniciativa do MPF com o apoio do Governo Municipal e da Rumo Logística, a maior operadora de ferrovias do Brasil, e responsável pela concessão da malha na região.

Romaldo Melher evidenciou o aproveitamento da estrutura da malha ferroviária existente como uma nova rota turísticas e cultural, capaz de promover o desenvolvimento sustentável da região. “O Passeio de Trem nas Missões é um projeto que resgata a história econômica e social da região missioneira, com o aproveitamento da infraestrutura existente”, afirmou.

Na concepção do projeto, as prefeituras de Santo Ângelo e de Catuípe seriam as responsáveis pela manutenção das gares ferroviárias ativas, o MPF o articulador e, a empresa Rumo, disponibilizaria recursos humanos e financeiros para a sua execução.

As principais necessidades para colocar o plano em execução também foram apresentadas as autoridades e incluem dois vagões de passageiros cedidas pela Rumo, a revitalização da Estação Ferroviária do Bairro São Pedro e os trâmites legais do processo de cedência da malha viária.

Na avaliação preliminar do procurador da República em Santo Ângelo, Osmar Veronese, é um projeto que a iniciativa privada estaria disposta a investir, pois contempla as áreas da cultura e do turismo, e tem potencial e estrutura para isso. Veronese declarou que aguardará a formatação do projeto para apresentá-lo à direção da Rumo Logística.

Texto: Tarso Weber
Fotos: Fernando Gomes

Deixe uma resposta