Seja Bem vindo!
A RADIOCIDADE
NORTHON MOTTA-02/07/20
trilegal-21/09/22
28/02/2024
Giana - 08/06/24
WEINERT - 05/01/2024
GAÚCHO - 27/06/24 TESTE
Evento

Município garante atendimento aos atingidos pelas chuvas e se mantém alerta

Município garante atendimento aos atingidos pelas chuvas e se mantém alerta
08/05/2024 às 14:05

Governo Municipal coordenou ações preventivas e de enfrentamento. 40 pessoas ficaram desalojadas e 6 desabrigadas. Todas já retornaram para suas casas

O Governo de Santo Ângelo agiu rápido e com antecipação no enfrentamento ao grande volume de chuvas registrados no município desde o dia 1º de maio e no auxílio às pessoas atingidas nas áreas urbanas e rural. De acordo com a Defesa Civil de Santo Ângelo, entre os dias 1º, 3 e 4 de maio, foram registrados 380 milímetros de precipitações. 

Nos dias de chuvas intensas a Defesa Civil local, em conjunto com o Corpo de Bombeiros e Pelotão Ambiental da Brigada Militar, com o suporte das secretarias municipais de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano e de Desenvolvimento Social e Cidadania, Central do Bem e grupos de voluntários, realizou vários atendimentos e acompanhamentos.

No dia 2, o prefeito Jacques Barbosa convocou reunião do Gabinete de Crise que avalia consequências de desastres naturais, embora sem registros de feridos, desalojados ou desabrigados. A reunião teve como propósito avaliar medidas de atendimento e reforçar as ações preventivas. 

Já no domingo, dia 5, em razão dos eventos climáticos de grande intensidade que provocaram enchentes no Rio Grande do Sul, o prefeito convocou reunião de emergência com as forças de segurança, lideranças empresariais, entidades representativas e grupos de voluntários para organizar ações de apoio aos municípios afetados. “Estamos trabalhando incansavelmente desde o início das chuvas, priorizando o atendimento às famílias locais atingidas e à pronta recuperação da infraestrutura urbana e rural. Equipes seguem atuando com atenção especial para os pontos mais críticos e oferecendo estrutura física e recursos humanos à Defesa Civil Regional para o auxílio às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul”, disse Jacques.

Diante da previsão de novas precipitações para os próximos dias, o prefeito determinou que todos os setores do Governo Municipal permaneçam em alerta. 

DEFESA CIVIL

Conforme Paulo da Rosa, diretor da Defesa Civil local, foram registrados alagamentos do Rio Itaquarinchim em alguns pontos da cidade, como na Rua Sílvia Konorat, no Bairro Aliança, algumas ruas dos bairros Meller Norte e Castelarin. Em torno de mil pessoas foram afetadas pelas chuvas, destas 40 foram desalojadas e seis desabrigadas. Todos já retornaram para suas casas. 

“Todas as pessoas que procuraram a Defesa Civil foram atendidas. Oferecemos ação rápida de resposta e socorro, realizamos o primeiro atendimento, retirando pessoas e animais das áreas de risco, auxiliando na retirada de móveis e efetuando o cadastramento dos atingidos”, afirmou o diretor.

No meio rural, houve interrupção de trecho de acesso à Barra do São João com a elevação do nível do Rio Ijuí. O local foi sinalizado para evitar acidentes. Na Barca dos Gabriel, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros foi solicitado auxílio de um barco para a retirada de pessoas da área de risco.

CENTRO DE DOAÇÕES

A central de doações às vítimas do flagelo das enchentes foi instalada na segunda-feira, 6, sob a coordenação da Defesa Civil Regional (DEPREC 5), com apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania e da Central do Bem. A central funciona das 9 às 12h e das 13h30min às 17h, no Centro Municipal de Eventos 150 anos (antigo Complexo Esportivo do SESI), na Avenida Venâncio Aires, próximo à sede campestre do Clube Gaúcho.

No mesmo dia da instalação, de acordo com a primeira-dama Juliana Barbosa, gestora da Central do Bem, o ponto de arrecadação já havia recebido um grande número de doações que estão sob a responsabilidade da Defesa Civil Regional, com apoio do município e da iniciativa privada para organizar a logística de transporte, conforme a demanda. 

“Doações estão chegando a todo momento, toda a população regional está contribuindo de forma muito solidária. Porém, reafirmamos que, neste momento, as doações mais necessárias são materiais de limpeza, produtos de higiene pessoal, alimentos não perecíveis, colchões, cobertores e travesseiros. A arrecadação de roupas e calçados, ficará para um segundo momento”, afirmou Juliana. 

MINISTÉRIO PÚBLICO

Voluntários do Ministério Público (MP) de Santo Ângelo e Ijuí estavam na central de recebimento, auxiliando no recebimento das doações. A promotora de Justiça Especializada, Paula Mohr, destacou que o MP gaúcho está mobilizado oferecendo suporte às ações de auxílio. Segundo ela, em razão da enchente em Porto Alegre, a sede do Ministério Público gaúcho efetuou o desligamento preventivo da central, gerando indisponibilidade do sistema, liberando os promotores para o trabalho voluntário junto às regionais de arrecadação. 

No entanto, frisou a promotora, há atendimento parcial e as demandas mais urgentes estão sendo encaminhadas. O trabalho da Defesa Civil também está sendo acompanhado pelo Ministério Público.


Texto: Tarso Weber | Fotos: Fernando Gomes

NORTHON MOTTA-02/07/20
A RADIOCIDADE
DENGUE - 03/06/24
28/02/2024
WEINERT - 05/01/2024
TRILEGAL - 08/07/24