Seja Bem vindo!
Geral

Nota de Esclarecimento à comunidade santo-angelense

13 de fevereiro de 2019
Curta e Compatilhe

O Prefeito de Santo Ângelo Jacques Gonçalves Barbosa, vem esclarecer a comunidade santo-angelense que a aquisição e colocação do radar móvel nas Avenidas Ipiranga, Getúlio Vargas e Salgado Filho, se deu com o intuito de educar e de melhorar o trânsito dentro das vias urbanas do município. Em momento algum a implantação do radar teve qualquer cunho de arrecadação, mas sim para reduzir a velocidade e acidentes em nossas ruas e avenidas. O real intuito é salvar vidas.

Assim em momento algum foi determinado ao operador do radar que operasse da forma como foi divulgado nas redes sociais. O funcionário recebeu treinamento, e, a ordem foi no sentido de que o operador e o radar móvel não podem em hipótese alguma ficar escondidos em locais que não sejam visíveis pelos condutores de veículos. Informa ainda o senhor Prefeito que a ordem é seguir a mesma legislação dos radares fixos, ou seja, sempre ficar próximos ou junto às placas indicativas de que a velocidade naquele ponto é controlada por radar, com ampla visão para os motoristas.

Certo de que a comunidade entenderá a explicação ora exposta. Informamos que as providências já foram tomadas para que tal fato não volte a acontecer.

Atenciosamente,

JACQUES GONÇALVES BARBOSA

Prefeito

  •  
    536
    Shares
  • 536
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

2 respostas para “Nota de Esclarecimento à comunidade santo-angelense”

  1. Mauro disse:

    Mas é logico que a implantacao do radar foi pra reduzir acidentes, entendo que sequer deveriam ser avisadas as ruas que serao fiscalizadas, pois é area urbana, com grande transito de pedestres, inclusive a velocidade maxima em toda a cidade deveria ser de 50 km, pois ao contrario do que muitos pensam nao existem vias de transito rapido em santo angelo, pelo contrario a maioria das vias possuem escolas próximas e grande transito de pedestres, nao adianta depois reclamar que querem segurança no transito se nao querem respeitar os limites de velocidade, triste, mas o brasileiro somente dá valor depois que passa por uma desgraça de ser ateopelado, ou ter alguem de sua familia passado por isso, ra no codigo de transito, nao é via de transito rapido a velocidade maxima é 50km/h, tem que respeitar a velocidade, nao adianta querer cobrar depois que alguem acima da velocidade bateu em seu veiculo se nao querem fiscalizaçao…

  2. Jhonatas disse:

    Mas não e isso que vejo na Ipiranga , toda vez ou estava atrás de alguma moita, ou árvores e por último escondido na frente de um veículos na subida na frente da borracharia do Zeca.

Deixe uma resposta