Seja Bem vindo!
Saúde

O HCI aguarda apuração policial para buscar retratação

5 de novembro de 2019
Curta e Compatilhe

A Diretoria do Hospital de Caridade de Ijuí esteve reunida pela segunda vez, desde o episódio que resultou em uma operação policial realizada na última sexta-feira, depois de uma denúncia de compra de medicamentos roubados, que resultou na prisão de dois colaboradores e na apreensão dos medicamentos oncológicos.

 

Ainda no sábado, os acusados tiveram a prisão relaxada e uma nota oficial dirigida a imprensa e comunidade demostrava o interesse da Instituição Hospitalar em esclarecer os fatos. Segue trecho da nota: “A Instituição está envidando todos os esforços no sentido de demostrar a regularidade da operação de compra dos referidos medicamentos. Ao mesmo, tempo a Diretoria da Casa Hospitalar se coloca à disposição das autoridades, para auxiliar nas investigações e refuta qualquer tipo de insinuação sobre envolvimento da Instituição em roubo de cargas de medicamentos, pois sempre fez as aquisições com respaldo legal, pautada em cotações públicas, visando o melhor preço e qualidade dos produtos, de empresas regularmente cadastradas”.

O presidente do HCI Cláudio Matte Martins explica que todos os medicamentos são comprados através de uma plataforma com a participação de diversas empresas, onde é feita uma cotação de preços. “A empresa com menor preço foi justamente onde estava a suposta carga roubada e foi a primeira vez que o HCI negociou com essa empresa carioca, que apresentou regularidade  no cadastro e menor preço do produto.

 

A vítima é o hospital e aguarda com expectativa as investigações da Polícia Civil para buscar ressarcimento e retratação”, disse Martins.   Com relação a suposta participação de colaboradores do setor de informática do hospital na retirada de equipamentos como computadores e notebooks dos setores envolvidos, dita pela imprensa, não condiz com a verdade, tanto é que a Polícia Civil apreendeu os equipamentos, no sábado à tarde, para uma perícia.

 

A equipe de advogados do HCI foi acionada para acompanhar e auxiliar quando chamada nas investigações sobre o caso.

Fonte Noroeste ONLine

Deixe uma resposta