Seja Bem vindo!
Política

Pronunciamento de vereador vira caso de polícia em Jóia

30 de julho de 2020
Curta e Compatilhe
Uma fala realizada pelo Vereador Cláudio Rodrigues de Ávila (PSC) no plenário do Poder Legislativo de Jóia, virou caso de polícia. Na sessão do último dia 13 de Julho, o parlamentar disse que o Prefeito Adriano Marangon de Lima (PP), teria se eximido da responsabilidade de gestor, quando preferiu viajar, com diárias pagas pela prefeitura, no mesmo momento que ocorreu um grave acidente nas imediações de Jóia que acabou vitimando três pessoas.
Segundo o vereador, Adriano Marangon teria dito que já teria feito o empenho da diária e não poderia retornar a cidade, naquele momento. “Eu paguei um carro pra me levar até o local do acidente. Lá o motorista ligou para o Prefeito comunicando sobre o acidente. Ele disse que já estava com a diária empenhada”, explanou o vereador.
De posse de um documento, que, segundo ele, comprovaria a retirada da diária, Cláudio Ávila ressaltou que o prefeito deveria ter retornado do seu compromisso e atendido as famílias enlutadas pela tragédia. “Eu voltaria. Esse é o papel do Prefeito”, ressaltou.
Diante deste fato, o prefeito Adriano Marangon de Lima (PP) utilizou a tribuna do parlamento de Jóia na última segunda-feira (27). Em seu pronunciamento disse que registrou um boletim de ocorrência na delegacia por injúria, contra o vereador. Segundo o prefeito, no dia do acidente, ele se dirigia a uma reunião em Catuípe, sem diárias pagas pelo município.
Ele admitiu que não retornou à cidade quando soube do acidente e que outros fatos impediram a ambulância da cidade em prestar apoio às vítimas. “Naquele dia, quando conversei com a secretária de saúde, fui informado que outros três acidentes tinham ocorrido quase no mesmo momento. A nossa ambulância acabou presa em um desses acidentes”, explicou.
Conforme o prefeito, foi solicitado ao município vizinho de Augusto Pestana que enviasse a ambulância ao local para o resgate das feridos. “Eu estava no mesmo carro com o prefeito de Augusto Pestana e pedi a ele que enviasse a ambulância da cidade ao local”, disse o prefeito.
Sobre a viagem, relatada pelo vereador, o prefeito de Jóia disse que realmente ocorreu, porém sete dias depois. Na tribuna da Câmara Municipal de vereadores, Adriano Marangon pediu que o presidente do legislativo abrisse um processo por quebra de decoro, devido, segundo ele, as mentiras ditas pelo vereador Cláudio. A câmara municipal de vereadores não se pronunciou oficialmente sobre o fato.

Fonte: Rádio Progresso de ijuí

Deixe uma resposta