Seja Bem vindo!
Fotos & Fatos

Retirar Rodrigo Flores e entregar a partido de aluguel, no mínimo é uma incoerência

28 de dezembro de 2019
Curta e Compatilhe

É de uma total irresponsabilidade, e mesmo de uma incoerência a solicitação como forma de pressão ao prefeito Jacques Barbosa, para que este retire o atual secretário de habitação Rodrigo Flores do comando da pasta, para atender os caprichos de um determinado partido de aluguel para oferecer apoio aos projetos do executivo na Câmara.

O assunto comentado durante o período natalino nos corredores da prefeitura acabaram criando um desconforto entre os próprios integrantes do PDT, os quais foram até traídos na votação de escolha da mesa do Poder Legislativo, até mesmo pelo próprio Partido de Aluguel que quer agora comandar a secretaria.

Acredito que esse tipo de coisa tem de acabar, eis que o partido de aluguel quer ainda além de comandar a habitação o poder de indicar mais 10 CCs. além dos que já possue,

Se isso ocorrer vamos deduzir então que se usa o Executivo e Legislativo apenas para o interesse particular.

Até posso entender o pedido do Partido de aluguel. Em comandando a pasta, o seu líder teria mais 10 CCs para ajuda-lo na próxima campanha eleitoral além é claro de dispor de um orgão para buscar votos a si próprio.

Se isso ocorrer oficialmente, temos certeza que será um tiro no pé do próprio prefeito.

Nesse sentido, por isso sou totalmente a favor para que Jacques Barbosa faça o que prometeu em noticia oficial deste ano quanto a unificação de secretarias. Que o prefeito tenha sã consciência e unifique a secertaria de habitação junto a secretaria de assistencia social, e com isso acabe de vez com esse tipo de proposta esfarrapada, se buscando então pela moral política, se é que isso  ainda existe.

Tudo pode acontecer. Inclusive nada.

Apenas isso. Nada mais que isso.

Jairo Ferreira

Deixe uma resposta