Seja Bem vindo!
Cultura

Santo Ângelo: acolhedora das diversidades completa 147 Anos de história

22 de março de 2020
Curta e Compatilhe

A redução de Santo Ângelo Custódio (ou Sant’Angel Custódio) foi fundada em 1706 pelo jesuíta belga Diogo de Haze. … Emancipada de Cruz Alta em 22 de março de 1873, Santo Ângelo possuía um vasto território, ultrapassando os 10 mil km² de área. No final do século XIX grandes levas de imigrantes chegaram à Santo Ângelo.

Em 12 de agosto de 1706, foi fundado o Povoado de Santo Ângelo, entre os rios Ijuí-grande e Ijuizinho, com 737 famílias, compostas de 2 879 pessoas, sendo seu fundador o Padre Diogo de Hase, nascido em Antuérpia a 6 de janeiro de 1647 e falecido na Redução de Santa Ana em 25 de maio de 1725. Esse é um nome quase que ignorado da gente de Santo Ângelo.

No ano de 1707 foi o povoado mudado para o local em que ora se ergue a linda cidade de Santo Ângelo. O motivo da mudança prendeu-se à impropriedade do lugar, situado entre dois rios caudalosos.

No ano da fundação foram batizadas 3 crianças; em 1707, 181; em 1708, 223; em 1709, 188; e em 1710, 78. Era Santo Ângelo grande produtor de erva-mate: o maior exportador, chegando a produção a atingir 5 mil arrobas, ‘no que superou a todos os outros povos”. Era também o maior produtor de algodão, num total de 4 mil arrobas. Quanto à pecuária, só tinha em seus campos 2 mil vacas, 100 cavalos e mil ovelhas.

O atual prefeito do municipio é Jacques Gonçalves Barbosa, tendo como vice-prefeirto Bruno Valter Hesse.

RADIOCIDADESA

Deixe uma resposta