Seja Bem vindo!
Geral

SMASTC realiza formatura de curso de panificação em Santo Ângelo

7 de novembro de 2019
Curta e Compatilhe

Além de qualificar os participantes para o mercado de trabalho capacitou voluntários de entidades filantrópicas de Santo Ângelo

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Cidadania (SMASTC) concluiu recentemente, 1º, o Curso Básico de Panificação. Dez pessoas indicadas pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), centro especializado (CREAS), pelo SOS Vida, Centro de Acolhimento Martinho Lutero e por meio do Programa Nacional de Acesso ao Mundo do Trabalho (ACESSUAS) participaram do curso que iniciou no dia 23 de outubro.

A capacitação foi ministrada pelo padeiro Antônio Albino Walter, com duas décadas de experiência no ramo. Ele ensinou a fabricação de pães cacetinho, de forma, de cachorro quente, cucas, enroladinhos e bolachas. Além da parte prática, o curso contou ainda com palestras sobre higienização do ambiente e higiene pessoal ministradas pela nutricionista da Secretaria, Vera Sanchez.

Estiveram presentes na solenidade de formatura, o prefeito Jacques Barbosa; a primeira-dama Juliana Barbosa; o secretário municipal de Assistência Social, Everaldo de Oliveira; a coordenadora da Secretaria, Valdecir Braga e a nutricionista Vera Sanchez. Foram entregues os certificados aos participantes, além da degustação dos variados tipos de pães produzidos por eles.

O secretário Everaldo de Oliveira lembra que são produzidos diariamente cerca de 300 pães no setor de panificação da SMASTC, que tem como funcionário o padeiro Roberto Marinho Ferreira, com mais de 40 anos de serviço público e que está em vias de se aposentar. “Nosso objetivo é capacitar as pessoas que atuam nas entidades filantrópicas e usuários dos serviços da Secretaria para o mercado de trabalho”, afirma.

O prefeito Jacques Barbosa lembrou que o setor de panificação da SMASTC fornece pães para pessoas em situação de vulnerabilidade social cadastradas no Banco de Alimentos e aos programas sociais da Secretaria, o que envolve milhares de usuários do Sistema Único de Assistência Social, além dos lares de idosos e entidades filantrópicas. “Uma abrangência muito grande que mostra a importância do setor. E o curso é uma maneira de propagar conhecimento e permitir que as pessoas possam entrar no mercado de trabalho a partir da qualificação”.


Texto: Hogue Dorneles
Fotos: Fernando Gomes

Deixe uma resposta